quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

HAIKAI ENGRAÇADINHO

Além do chato
sermão o pastor
se chamava Simão

7 comentários:

Lugana Olaiá disse...

Jorginho, eu vi! hehehe.
Li e fiquei sem saber o que responder.
Mas até que combinava um pouco, só achei que vc foi muito duro comigo.
Mas tb reconheci sua marca forte! rsrs, não era pra mim mas recebi com carinho!
Beijos

Beti Timm disse...

Um beijo bem gostoso e saudades tuas!

Lugana Olaiá disse...

Haikai danadinho o que deixou de presente para mim! Obrigada! Beijos :)

Lugana Olaiá disse...

Haikai danadinho o que deixou de presente para mim! Obrigada! Beijos :)

Lugana Olaiá disse...

Haikai danadinho o que deixou de presente para mim! Obrigada! Beijos :)

Rammed Blackwolf disse...

Cara, eu fui ler seu comentário agora. Fazia séculus que eu não mexia nos blogs. Valeu pela visita. QUanto às discussões teóricas, estéticas e formais, são as minhas preferidas, e desobedecê-las é o meu prazer. No dizer de John Cage: Toda arte é criminosa. Não respeita regras, nem as próprias. Bem, pelo menos era para ser assim. Quanto â Bashô:
1.Cara, o que você fez com aquele poema é muito parecido com as "intraduções", de´Décio Pignatari e os irmãos Campos! Muito legal!

2.Comprei um livro ótimo sobre Bashô, com um trabalho acadêmico sobre o haicai, bashô, e o "Oku no Hosomichi", o diário poético que Bashô escreveu numa das suas viagens.

Forte abraço. E viva a arte!

regina ragazzi disse...

Super criativo. Adorei seus haikais. Abraços