sábado, 20 de novembro de 2010

2 comentários:

Val disse...

essas criaturas ai são uma referencia ao Morcego Humano???

Rammed disse...

Não esquente quanto ao quesito "comentário", meu velho. Só de saber que teus olhos tocam as minhas tíbias flores sígnicas, já fico satisfeito. Quanto ao quesito "morte", o engraçado é que um dos "assuntos" daquele poema é a MORTE DA MORTE, ou pelo menos o definhamento de um sistema arquitetado sobre o signo da repressão a tudo que para mim rescende a VIDA. No quesito "teu pai". Também transito entre a tristeza aguda e a revolta em ver quem eu considero o meu VERDADEIRO pai num estado desses. Tal tristeza é agravada pela lembrança viva de ter acompanhado o martírio de minha irmã. Se não fosse o Budismo, eu tinha pirado mesmo.
Fortíssimo abraço. E apareça. Juntos somos mais fortes, não podemos nos isolar. Sobretudo nós, dados`aos quesitos "arte" e "filosofia", e porque não "espiritualidade"?