quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

"PRÁ NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DAS FLORES"

Na primeira das três únicas vezes que pulei carnaval, ao chegar na avenida e ver toda aquela gente cheirando tudo, bebendo todas e comendo todo mundo com tanta sofreguidão tive a impressão instantãnea de que todos estavam tentando agarrar a felicidade pelo rabo com unhas e dentes. mas apesar dessa constatação melancólica, o fato é que a quimica gerada por tão vigoroso ânimo somado a alguns cigarros de maconha, cheirinho-da-loló, cachaça curtida em toneis enferrujados misturados aos estonteantes aromas do mijo, do vomito e do desodorante vencido que exalavam da Praça Castro Alves provocavam em alguns foliôes delírios cômicos. Minha experiencia com o tal fenômeno começou na rua Carlos Gomes quando notei um homem caolho sem nenhum representante da arcada dentária superior todo animadinho, dizer: "Vou beijar muuuuuito!" Ou aquilo era delírio ou era pura fé na democracia carnavalesca.
Meia hora depois um cara travestido de nega-maluca fez-me, na opinião dele, um convite irresistivel: "Vamos sair por aí quebrando umas boca?"
Imaginem só, eu, magricela, medindo um metro e oitenta e três de altura, na companhia dum semi-anão medindo quase um metro e sessenta travestido de nega-maluca "quebrando umas boca."
Na mesma hora agradeci a gentileza e escapoli pelo Beco da maria paz. Foi lá que percebi o quanto a moçada levou a sério a campanha da camisinha. Flagrei, juro que flagrei uma garota colocando um preservativo na banana branquela dum gringo apenas para bater uma singela punhetinha.
Também presenciei atos de violencia tribal que prefiro não comentar, afinal, Bostam City é um blog humoristico e violencia não tem a menor graça; ademais, meu objetivo é lembrar aos foliões que quando forem brincar no carnaval não deixem de levar bastante camisinhas, evitem contatos com qualquer semi-anão travestido de nega-maluca e principalmente com o caolho beijoqueiro.

17 comentários:

Rodrigo Carreiro disse...

É exatamente isso aí mesmo. Por isso que sempre fico em Ondina, onde poucos caolhos e poucas negas-malucas aparecem ehehhe

SaPaToS De LaTa disse...

Democracia Carnavalesca!!! Viva, Viva, Viva!!!

Val disse...

So faço afirmar e confirmar que Carnaval nunca foi e nunca será a minha... to fora!@!!!

Cris disse...

Anotado, Jorgito. Pódexá!

Beijo, lindo.

FIGUEREDO DIAS disse...

Salve Jorge!
achei engraçado porque quando olhamos atentamente o carnaval percebemos as pessoas num ritmo "como se não houvesse amanhã", acreditam ser tudo possível; e pelas ruas da folia nos deparamos com cenas inusitadas, hilárias, violentas... você tem razão aí está: a democracia carnavalesca.
Prefiro algo mais tranquilo ...
beijos!

Larissa Santiago disse...

pô dexar Jorginho...
acho q o caolho beijoqueiro eu não quero não
hsuahsuhas
shuahsuhauhs

bjitos

Paulo Bono disse...

atrás do trio elétrico só não vai o morcegão.
o carnaval é muito louco, meu velho.

abração

Shi disse...

Camisinha? Vixe, eu nem lembro mais pra quê isso serve... rs. Mas carnaval eu lembro - mas só aquele que eu posso assistir pela tv, do quentinho da minha cama! Mas bons, muito bons conselhos, Mr. Lirôujorge! :-D
Bjinho!

Rafael Medeiros disse...

Cuidado com as entidades que brotam dos Infernos no Fevereiro sangrendo de Salvador City!!!!!!

Um abraço Jorge. E o seu estilo está PRIMOROSO!!!

Loba disse...

kkkkkkkkkkkkkkk
Jorginho, carnaval é isso ai! Esta mistura de personagens, onde os anônimos ganham um lugar ao palco e todas as gentes se soltam saindo de mansões e barracos.
Pena que uma festa tão democrática caiba tb a violência, né? E que a quarta-feira de cinzas seja verdaeiramente tão cinza para os sonhos! rs
Adorei a crônica! Mas e verdade mesmo. Tem tudo que gosto num texto!
Beijo, fofinho!

Beti Timm disse...

Menino que aventura. Me explica esse "semi-anão", batia na tua cintura ou um pouquinho mais acima?
Tri requisitado, hein? Te cuida menino!

Beijos de carnaval, numa boa!

Enzo de Marco disse...

kaka rapaz que porra é essa man , E O QUE NOS RESTA E SÓ UM GEMIDO, E SE INTOCAR KAKKAA
SALDAÇÕES GRANDE HOMEM
OLHA GOSTARIA MUITO QUE VC DESSE UMA OLHADA NESSE BLOG
http://deencontroaomar.blogspot.com/

Cris disse...

Passei por aquí para te desejar boa folia , um pouco só de juízo.

beijão.

Liz / Falando de tudo! disse...

"delírio ou pura fé na democracia carnavalesca." kkkkkkkkkkkkkkk
adorei a forma com que vc "pincelou" a sua aversao por carnaval! eu digo e grito: odeio carnaval! e toda a porcaria que ele transmite!

Rafael Medeiros disse...

Acho curioso quando chamam o carnaval de democrático, hehe. PAra mim trata-se de Apartheid cruel e explícito.

Rafic Ramos disse...

Rapaz vc precisa ir passar um carnaval em recife um diaa... muito bom cara... totalmente diferente do daqui... adorei o texto... bom final de semana ae...

Anônimo disse...

necessario verificar:)